• Kanandra T. Bertoncello

Uma nova superfície para colonizar: biofilme de plásticos marinhos


Cerca de 300 milhões de toneladas de plástico são geradas anualmente e a maioria não é reciclada após o descarte (GEYER; JAMBECK; LAW, 2017). Estima-se que cerca de 4,8 a 12,7 milhões de toneladas de plástico entra no oceano por ano (JAMBECK et al., 2015). Os plásticos já foram detectados em praticamente todos os ambientes, e devido ao seu fácil transporte através do vento e correntes oceânicas eles podem chegar até mesmo em partes não habitadas do planeta.


Superfícies plásticas são rapidamente colonizadas por organismos que se acumulam ao longo do tempo. Essas comunidades microbianas ou “biofilmes”, são agregados compostos por diversas bactérias, algas unicelulares, fungos, e macroorganismos como cracas e algas multicelulares. Os biofilmes são inerentes a quase todas as superfícies da natureza e altamente persistentes, podendo resistir a condições adversas. Essas comunidades microbianas se desenvolvem rapidamente em qualquer superfície onde água, nutrientes e uma fonte de carbono e energia estejam disponíveis, recebendo o nome de “plastisfera”.


Todos os detritos plásticos marinhos terão um biofilme na sua interface plástico-água do mar, e este filme irá condicionar a forma como esses materiais interagem com o ambiente circundante. Este novo nicho pode ter consequências profundas e inexploradas nas teias alimentares marinhas, já que a teia pode agora ser "contornada" quando organismos maiores se alimentam diretamente dessas agregações microbianas nos plásticos (WRIGHT et al., 2020).


Certamente, um dos pontos mais curiosos dos detritos plásticos é o aparecimento de um nicho completamente novo entre os ecossistemas marinhos. Dessa forma, existe uma crescente busca para um melhor entendimento da relação entre o surgimento desses biofilmes e o impacto causado nos ambientes marinhos.


Fontes:


GEYER, R.; JAMBECK, J. R.; LAW, K. L. Production, use, and fate of all plastics ever made. Science Advances, v. 3, n. 7, p. e1700782, jul. 2017.


JAMBECK, J. R. et al. Plastic waste inputs from land into the ocean. Science, v. 347, n. 6223, p. 768–771, 13 fev. 2015.


WRIGHT, R. J. et al. Marine Plastic Debris: A New Surface for Microbial Colonization. Environmental Science & Technology, v. 54, n. 19, p. 11657–11672, 6 out. 2020.

11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo